Pular para o conteúdo principal

A escolha do pediatra

Uma das decisões mais importantes nos cuidados com o bebê é a escolha do pediatra. Poucos dias após o parto você terá que levar o seu filhote a uma consulta (é preciso agendar com antecedência, normalmente os pediatras têm agenda lotada!) Para ajudar as mamães de primeira viagem ou não listei 10 critérios que ajudam nessa tarefa seletiva:

1.       Pegue a indicação de amigos ajuizados.

2.       Veja se o perfil do médico combina com o seu, se você se identifica com ele. Eu, por exemplo, faço muitas perguntas e quero contar como as coisas estão indo. Além disso, gosto de médico “metódico” e/ou “organizado”, aquele que tem a ficha do paciente com o histórico e que segue uma lógica na hora de orientar. Para mamães de primeira viagem acho esse critério fundamental!

3.       Verifique também os métodos que o pediatra utiliza/indica. Prefiro aquele que segue uma linha mais “natural”, que não entope o paciente de remédios antes de tentar tratamentos mais simples e menos “agressivos”.

Foto: Daniel Queiroz (o papai)

4.       Não tenha receio de trocar de pediatra. Vá tentando até acertar. Eu troquei algumas vezes até achar o meu.

5.       Você não é obrigada a seguir tudo que o médico disser. Existe mesmo o “tal” do instinto materno e Deus ajuda, viu? Se algo não soou bem, antes de partir para a prática, pesquise, procure saber de mães mais experientes, busque a opinião de outro médico.

6.       Veja se o médico tem disponibilidade para atender telefone em horários diversos e se tem paciência para orientar à "distância", afinal, não dá pra saber quando vamos precisar de um socorro.

7.       Se julgar o trânsito uma variante crucial ou tiver pouco tempo, opte por um pediatra que atenda mais perto da sua casa.

8.       Não se impressione com a “fama” de determinado médico. Ele pode ser bom para outras pessoas e não para você.

9.       Veja se a forma como ele trata seu filho te agrada. Empatia é importante.

10.   Analise se o atendimento pelo plano de saúde é essencial para você.  


Alguém aí tem mais algum critério? Vamos trocar figurinhas!




Comentários

  1. Esse post me fez lembrar este outro aqui: http://www.conexaoisrael.org/parto-em-israel-fatos-e-opinioes/2013-06-07/conexaoisrael-org comparando nossa realidade com outra cultura (neste caso: Israel). Mas especificamente estas frases
    - Os hospitais também são públicos, e cada um é tratado no hospital que fica mais perto de sua casa. Quem quer ser atendido em um hospital mais longe, pode, mas isso não é necessário, pois os profissionais são considerados do *mesmo nível* em todos os hospitais do país
    - escolhi um (médico) cujos horários de atendimento eram os mais confortáveis para mim. Vejo meu medico somente quando necessário, e durante a gravidez devo marcar consulta de rotina uma vez por mês. Se ocorre algum problema, devo ligar à central do convênio e eles me orientam o que fazer.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Que bom ter a sua participação! Volte sempre!

Postagens mais visitadas deste blog

Dezesseis dicas para ajudar o bebê a dormir melhor

Uma das coisas que deixam qualquer mãe muito cansada (e até estressada) é o sono intranquilo ou irregular do bebê. Na verdade, é impossível criar uma receita infalível e adaptável a todos os casos, pensando em fazer a criança dormir melhor. Os bebezinhos, como nós, são pessoas (!), com suas dificuldades, manias, vontades e particularidades. Para tentar ajudar quem está passando por essa fase de noites mal dormidas, vou listar alguns truques simples, todos testados com minha filha e com bons resultados. Anote aí!

1. No início, o bebê tende a trocar o dia pela noite. Assim, desde que ele nasce, é bom ensinar o que é dia e o que é noite. Durante o dia ele deve cochilar com a luz natural e acostumado com todos os sons da rotina da casa. Já à noite, defina um horário, escureça o quarto (pode ser parcialmente, se preferir) e diminua o volume. Fiz isso com minha filha, definindo o game over às 20h. Coincidentemente ou não, é o horário que ela dorme diariamente até hoje (ela tem 10 meses).
2. O…

Campanha Lave as Mãos para Pegar no Bebê!

Atenção, mamãe! Não ligue se a sua visita (gente da família ou não) torcer o nariz por "precisar" lavar as mãos para pegar no seu bebê. Percebi que, especialmente, as pessoas mais velhas apresentam maior resistência a esse tipo de pedido, acham frescura. Passar álcool em gel depois da lavagem das mãos? Colocar uma fraldinha em cima da roupa para carregar o bebê? Piorou ainda... E qual o seu papel nessa hora? Ser firme e zelar pela saúde do seu filho! 
Você sabia que existe o Dia Mundial da Higienização das Mãos? Pois é! Todo 05 de maio as campanhas se intensificam, lembrando que o simples ato de lavar as mãos previne doenças como infecção nos olhos, infecção estomacal e respiratória, gripes, resfriados, diarreia, doenças de pele, dor de garganta, infecção no ouvido e erupções na pele. Segundo a UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) - instituição da ONU (Organização das Nações Unidas) - e a OMS (Organização Mundial da Saúde), é possível reduzir em até 40% a incidênc…

Fotos do seu filho que você não deve postar nas redes sociais

Está rolando nesta semana uma brincadeira nas redes sociais chamada "Desafio da Maternidade". Trata-se de uma corrente em que as mães marcam outras dez grandes mães, assim por elas consideradas, em suas linhas do tempo do Facebook para que cada uma poste três fotos de momentos que foram marcantes para elas no quesito "ser mãe". O assunto gerou um pouco de polêmica e até há uma suspeita de que a tal corrente tenha sido criada por um grupo de pedófilos para a "coleção" de novas fotos de crianças e divulgação dessas imagens em sites "indevidos". Boato ou não, a questão é que cada mãe toma sua própria decisão sobre postar ou não as fotos dos seus filhos nas redes sociais. Bem, a ideia deste texto é apenas orientar as mamães sobre que tipos de fotos dos pequenos nunca postar. 


1. Não poste fotos do seu filho nu - Não interessa se na imagem ele está tomando banho, trocando a fraldinha, ou experimentando uma roupa nova. Os pedófilos gostam de procurar f…