ser mãe

Cinco meses de vida nova

08:04


Deus me abençoou com ela no dia 02 de dezembro de 2014. Foto: Daniel Queiroz (o papai)

Hoje faz cinco meses que a minha filha chegou para me lapidar. Passei a viver, com certeza, a maior e mais rica experiência da minha vida: ser mãe. Ela mudou o meu mundo e me faz sentir um amor diferente, que ultrapassa as barreiras das pequenas e inúmeras dificuldades da nova rotina e que produz em mim o desejo de ser uma pessoa melhor, que lida mais facilmente com a imprevisibilidade das circunstâncias. 

Para começar, ela é prematura tardia. Eu, que pensava em marcar a data do parto em determinado hospital, passei por trabalho de parto (sentindo as dores que imaginava insuportáveis), fui para a emergência de outra maternidade e não consegui levar para lá algumas coisas que tinha planejado (lembrança de maternidade para quê?). Assim estava Deus, através dela, me ensinando que não tenho o controle das situações e que a existência não é cartesiana.

Sentir o corpinho dela encostado no meu, ver o rostinho dela, foi um momento indescritível. O calor daquele singelo instante contrastava tanto com o centro cirúrgico frio e impessoal... Ali a minha jornada ganhou outro significado. Hoje sou mais feliz, aprendo diariamente a me doar cada vez mais, e entendo que havia no meu coração um espaço profundo que só um filho pode ocupar.   


You Might Also Like

2 comentários

  1. Esse sentimento é tão difícil de explicar para quem não teve a incrível experiência de ser mãe que acho um desperdício não aproveitar quem maneja bem a palavra para tentar expor um pouquinho do que isso representa.
    Parabéns, Ingrid! Você vai longe, não só como blogueira, mas principalmente como mãe!
    FELIZ 1° DIA DAS MÃES!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, minha linda amiga-confidente! Amo vc!

      Excluir

Que bom ter a sua participação! Volte sempre!

Like us on Facebook