ser mãe

Mãe chora

14:43

Antes de dar à luz acho esse termo engraçado a mulher vive um mar de rosas. Está envolvida, em boa parte do tempo, com o universo do bebê: chá de fraldas, enxoval, decoração do quarto, lembrancinhas da maternidade, ensaio fotográfico, curso de pais. Só que quando o filhote vem ao mundo, a mãe aprende rapidinho a chorar, passa a entender perfeitamente porque usam tanto aquela expressão “ser mãe é padecer no paraíso”.

Mãe chora quando o filho nasce. Chora quando pega o filho nos braços pela primeira vez. Chora para tentar amamentar (se conseguir e se não conseguir). Chora com as cólicas do bebê, para levar pra vacinar e furar a orelhinha.

Foto: Daniel Queiroz (o papai)
Mãe chora porque acha que não vai dar conta, porque está exausta, porque perde a paciência, e porque pensa que nunca mais vai fazer nada para si mesma. Chora porque sabe que um dia ele vai embora (como aconteceu comigo quando ainda estava grávida!). Chora escondido e na frente dos outros. Chora porque fica mais sensível. Chora com propaganda de fralda, sabonete infantil e leite Ninho.

Mãe chora, muito, mas sorri também. É muito feliz a casa com criança. É muito feliz acordar e saber que tem um toquinho de gente esperando você no quarto ao lado. É muito feliz acompanhar o desenvolvimento do bebê; quando ele começa a rir das suas brincadeiras, a pedir um denguinho para dormir, curtir o banho, pegar nos pés, tentar conversar, se lambuzar todo de maçã, lutar pra ficar sentadinho. E a cada nova descoberta, mais vida (e, claro, choro).

Mãe chora porque ama intensamente. E jamais vai deixar de chorar.  

You Might Also Like

0 comentários

Que bom ter a sua participação! Volte sempre!

Like us on Facebook