dia a dia

Diário do bebê - Sobre a minha mamãe e eu

23:46

Quando acordo, bem cedinho, fico conversando no berço. A mamãe pensa que eu não estou chamando por ela, mas, na verdade, tenho certeza que ela vai logo aparecer para me abraçar, me dar bom dia e trocar minha fraldinha. Fico tão feliz!  

Já tenho seis meses e passo o dia todo fazendo gracinhas. Pego nos meus pés, converso muito (mesmo!), brinco no cercadinho, coloco a chupeta sozinha na boca (às vezes do lado errado), estou tentando sentar, rio do meu espirro, adoro comer maçã, abro logo a boquinha ao ver a colherzinha da vitamina c (tem gosto de caramelo!), e sorrio quando a moça que apresenta o jornal conversa comigo. A mamãe, que é muito coruja, tira fotos minhas, me filma, e liga para o papai pra contar o que eu aprontei. É engraçado quando ela fala ao celular. 

De vez em quando fico com pena dela... A mamãe é brincalhona, só que às vezes se acaba fazendo uma palhaçada e eu não acho graça, então, para ela não ficar desapontada, eu dou uma risadinha para agradá-la. Acho que ela merece! Ela dança comigo na sala e sempre canta a minha música predileta; aquela do pintinho amarelinho. Ela também chama muito a minha atenção quando canta uma música que inventou pra mim quando eu tinha menos de um mês de nascida. Além disso, ela me dá muitos apelidos engraçados: Suca-Suca de Mãe, Paçoquita, Prin Prin de Mamãe. De onde será que ela tira esses nomes?

Foto: Daniel Queiroz (o papai)

Na hora do meu primeiro banho, reclamo se a mamãe atrasar um pouquinho, mas quando ela vai para a porta do meu banheiro e começa a preparar as coisas eu já entendo o que vem adiante e fico quietinha esperando. Gosto da água morninha, bato bastante as perninhas e os bracinhos, e choro quando a mamãe me tira da banheira. Às vezes atrapalho a mamãe porque me entorto toda para olhar o chuveiro (sou muito curiosa). Também molho ela toda, mas ela não liga.

Gosto de tomar meu leitinho dormindo no colo da mamãe. Ela tem um jeitinho de me segurar que é só dela. Às vezes, depois que eu termino a mamadeira, a mamãe me coloca deitadinha em cima dela. Só assim cochilo por mais tempo. Sei que ela também ama ficar coladinha comigo. A mamãe é muito carinhosa. 

Na hora do meu segundo banho, às 18 horas, eu estou com muito sono. É o momento do dia que eu fico irritada. O banho é uma delícia, mas saio de lá chateada. Fico impaciente quando a mamãe me coloca no trocador. Ela canta e brinca comigo para me acalmar, só que na maioria das vezes não funciona muito bem. Eu até dou alguma risada, mas misturada com choro. 

Durmo cedinho e acordo quase 12 horas depois, desde bem pequenininha, mas ultimamente comecei a acordar de madrugada para conversar. Por causa disso, a mamãe passou a me pegar dormindo para me dar mais uma mamadeira, e agora não acordo no meio da noite. Gostava quando ela aparecia para me ver conversar, eu ria muito e fazia festa, sacudindo os bracinhos. Ela pensa que eu não sei, mas ao mesmo tempo que ela queria que eu voltasse a dormir, ela achava graça da minha alegria.

Assim é o dia com a minha mamãe. Ficamos juntinhas e eu gosto desse aconchego. Sei que a mamãe me ama. Ela faz tudo isso por mim e ainda cheira, beija e morde o meu chulé.


* texto inspirado em minha filha


You Might Also Like

2 comentários

Que bom ter a sua participação! Volte sempre!

Like us on Facebook