Pular para o conteúdo principal

Casa com filho, casa organizada?

Antes da nossa filha completar três meses, eu e meu marido colocamos o apartamento à venda e compramos um maior. A mudança não foi fácil, ainda mais porque resolvi me desapegar de um monte de coisas, pensando em levar para o próximo "lar doce lar" só o que realmente interessa. No novo endereço, continuei me desfazendo de papéis, livros, roupas, sapatos, roupas de cama, utensílios de cozinha, remédios, cosméticos e por aí vai... Gostei tanto disso! Com filho, a necessidade de organização aumenta, porque o pequeno vem com um pacote de centenas de objetos que você não lidava anteriormente e, se facilitar, a casa vira um mangue! Quando a gente se livra do que não usa, parece até que o ar da casa fica leve, a poluição visual vai embora, e a tarefa de deixar tudo limpo e no seu devido lugar passa a ser possível. Não tem mesmo para onde correr: a arrumação de cada ambiente depende muito do desapego.

Para ter mais um incentivo, li recentemente o livro A Mágica da Arrumação, escrito por Marie Kondo e publicado pela editora Sextante. Depois da leitura, "eliminei" metade do que eu guardava e continuo no prazeroso processo de descarte. Meu objetivo é ter somente o que uso. Acho que vale a pena ler (você devora as páginas rapidinho!). A autora viaja um pouco em alguns momentos, mas no geral dá boas dicas de "destralhamento". 

Se você estiver preparada para o desapego, a leitura empolga ainda mais! Fotos: Ingrid Dragone

Vou listar aqui algumas dicas da autora:

1.Pense no que você quer guardar e não no que você quer descartar. Você só deve ficar com o que realmente gosta/usa. Qual o motivo para guardar o que você nem lembra que existe? É importante ser sincera com você na hora de descartar cada objeto.

2.Comece a arrumação por categorias (maquiagem, roupas, livros etc) e não por ambiente (sala, quarto, cozinha etc). Assim você concentra a atenção nos objetos da mesma "classe" que possam estar espalhados pela casa.

3.Veja a sensação que o objeto te passa. Se não for legal, dê tchau!

4.Prefira fazer o descarte pela manhã, quando sua cabeça está fresca e o poder de discernimento é maior.

5.Descarte os papéis que tiveram o seu objetivo cumprido, incluindo recibos, cartas/cartões de conhecidos, documentos vencidos, histórico escolar (eu ainda tinha o meu!).

6. Livros que "um dia" você vai ler (o dia nunca chega) vão para o descarte!

Agora vou dar a minha pequena dica de organização, ok? Para a "setorização" das coisas, curto bastante as caixas organizadoras e os cestos de plástico. Tenho vários, com tamanhos e cores diferentes. Troquei as caixas de papel por eles. São fáceis de limpar, não absorvem umidade e não atraem as temidas traças.

 Guardo material para fazer bijuterias, brinquedos, papelaria, cartas, remédios...  

Separam os objetos por categoria, deixando o "acesso" mais rápido. Guardo esmaltes, cintos, sabonetes e tubos de creme dental, cosméticos, material de limpeza, pregadores de roupa...  

E aí? Que tal aproveitar o final de semana para deixar a casa levinha? A arrumação pode ser bem divertida! Eu amo tirar coisas para jogar fora e doar!



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dezesseis dicas para ajudar o bebê a dormir melhor

Uma das coisas que deixam qualquer mãe muito cansada (e até estressada) é o sono intranquilo ou irregular do bebê. Na verdade, é impossível criar uma receita infalível e adaptável a todos os casos, pensando em fazer a criança dormir melhor. Os bebezinhos, como nós, são pessoas (!), com suas dificuldades, manias, vontades e particularidades. Para tentar ajudar quem está passando por essa fase de noites mal dormidas, vou listar alguns truques simples, todos testados com minha filha e com bons resultados. Anote aí!

1. No início, o bebê tende a trocar o dia pela noite. Assim, desde que ele nasce, é bom ensinar o que é dia e o que é noite. Durante o dia ele deve cochilar com a luz natural e acostumado com todos os sons da rotina da casa. Já à noite, defina um horário, escureça o quarto (pode ser parcialmente, se preferir) e diminua o volume. Fiz isso com minha filha, definindo o game over às 20h. Coincidentemente ou não, é o horário que ela dorme diariamente até hoje (ela tem 10 meses).
2. O…

Campanha Lave as Mãos para Pegar no Bebê!

Atenção, mamãe! Não ligue se a sua visita (gente da família ou não) torcer o nariz por "precisar" lavar as mãos para pegar no seu bebê. Percebi que, especialmente, as pessoas mais velhas apresentam maior resistência a esse tipo de pedido, acham frescura. Passar álcool em gel depois da lavagem das mãos? Colocar uma fraldinha em cima da roupa para carregar o bebê? Piorou ainda... E qual o seu papel nessa hora? Ser firme e zelar pela saúde do seu filho! 
Você sabia que existe o Dia Mundial da Higienização das Mãos? Pois é! Todo 05 de maio as campanhas se intensificam, lembrando que o simples ato de lavar as mãos previne doenças como infecção nos olhos, infecção estomacal e respiratória, gripes, resfriados, diarreia, doenças de pele, dor de garganta, infecção no ouvido e erupções na pele. Segundo a UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) - instituição da ONU (Organização das Nações Unidas) - e a OMS (Organização Mundial da Saúde), é possível reduzir em até 40% a incidênc…

Fotos do seu filho que você não deve postar nas redes sociais

Está rolando nesta semana uma brincadeira nas redes sociais chamada "Desafio da Maternidade". Trata-se de uma corrente em que as mães marcam outras dez grandes mães, assim por elas consideradas, em suas linhas do tempo do Facebook para que cada uma poste três fotos de momentos que foram marcantes para elas no quesito "ser mãe". O assunto gerou um pouco de polêmica e até há uma suspeita de que a tal corrente tenha sido criada por um grupo de pedófilos para a "coleção" de novas fotos de crianças e divulgação dessas imagens em sites "indevidos". Boato ou não, a questão é que cada mãe toma sua própria decisão sobre postar ou não as fotos dos seus filhos nas redes sociais. Bem, a ideia deste texto é apenas orientar as mamães sobre que tipos de fotos dos pequenos nunca postar. 


1. Não poste fotos do seu filho nu - Não interessa se na imagem ele está tomando banho, trocando a fraldinha, ou experimentando uma roupa nova. Os pedófilos gostam de procurar f…