dia a dia

Diário do Bebê - Tô batendo palminhas

09:11

De uns tempos para cá, mamãe começou a cantar parabéns para mim todos os dias. Ela ficou toda feliz porque já sei bater palminhas. Tenho nove meses e acho que ela está me preparando para o meu aniversário de 1 ano, em dezembro. Ela e o papai até filmaram a minha gracinha e agora querem que todo mundo veja que eu aprendi. Parece até que essa música é a predileta deles agora. 

Os dois também dão risada quando me chamam pelo meu nome e eu olho ou quando fico em pé sozinha, sem segurar em nada, e me equilibro por alguns segundos. A mamãe está me treinando para andar. Pezinho pra frente. Outro pezinho pra frente. Eu sempre dou risada. É interessante esse movimento novo. 


Foto: Ingrid Dragone

Estou mais grudadinha com meus pais e sou completamente apaixonada pelo papai. Se ele chegar e não me pegar logo no colo eu choro muito. A mamãe acha que eu sinto muita saudade dele, porque ele sai para trabalhar, mas também sabe o motivo de eu querer ficar coladinha nele: o papai é muito fofo! Quando eu fico em casa só com ele é massa, porque ele faz umas coisas de um jeito diferente da mamãe. O papai não se liga muito em alguns detalhes. Me coloca pra tomar sopa de frente para televisão e me deixou escorregar no banho outro dia. É uma farrinha. 

Amo também fazer uns sons e movimentos com a boquinha. Quanto mais eu vejo que as pessoas estão se divertindo com isso, mais eu faço. Além disso, como estou cada vez mais esperta, a depender do meu interesse, me jogo para um ou para outro. Algumas pessoas eu estranho, é verdade, mas costumo ser bem humorada e gosto de novidades. Só não curto muito quando a mamãe veste umas roupas diferentes em mim para fazer fotos... patinho, oncinha, florista, caipira, branca de neve, bailarina, princesa e por aí vai... Mesmo assim me saio bem. Minhas vovós dizem que parece que eu sei que estou sendo fotografada. 

Tirando essa parte das fotografias, faço um monte de coisas bem legais. Gosto de olhar da varanda os carros passando, de tomar banho demorado, de ficar nos ombros do papai, de brincar na rede com a mamãe, das massagens que ela faz no meu pé quando estou de dengo, de dormir agarradinha com ela de tarde, de tomar leitinho mexendo no brinco dela, de ver ela fazendo bolinha de sabão, de brincar entre as almofadas e travesseiros da cama dela. Me deito, afundo, me jogo e depois fico batendo a mãozinha na parede. E por falar em cama, gosto de ficar lá recebendo os beijinhos que o papai me dá no pescoço. Fico com soninho quando ele faz isso. 

É muito bom ter o papai e a mamãe sempre por perto. Todos os dias sinto o carinho deles por mim. Sou uma bebezinha tranquila e feliz. Minha casa é gostosa de viver.    



*texto inspirado em minha filha 



Leia outros diários do bebê: 





Instagram: @blog.essamae

You Might Also Like

0 comentários

Que bom ter a sua participação! Volte sempre!

Like us on Facebook