critérios e escolhas

Oito vantagens de uma gravidez planejada

12:18

Sempre quis ser mãe. Sabia que só me sentiria completa assim. E, ao mesmo tempo, sempre pensei em planejar a chegada de um filho. Listei alguns sonhos e aos poucos os itens "riscados" foram me aproximando da maternidade. Sabe aquela história do relógio biológico? Pois é. Em paralelo à lista, comecei a ficar ainda mais sensível para questões e situações envolvendo crianças, e percebi que já estava na hora de cuidar de um pirralhinho. Quero, então, compartilhar com você a minha experiência de gravidez planejada, porque não rolou medo (só um pouquinho) e frustração.  

Nós dois esperando ela chegar. Foto: Thaís Ribeiro

1. Queria me casar antes de ser mãe. Encontrei o meu príncipe encantado (te amo, Bu Bis!) e subimos ao altar em 2010. Acredito na importância da família para a criação de um filho, sabe?

2. Adquirimos bens materiais que consideramos importantes para a acolhida do nosso filhote, como um carro maior e apartamento próprio (compramos na fase do noivado).

Dia mais que especial! 20 de novembro de 2010!

3. O tempo que tivemos a sós foi fundamental para fortalecer a nossa relação. Viajamos bastante, saímos muito para jantar, para dançar, curtimos longos cochilos nas tardes de sábado, assistimos muitos filmes... Foi um tempo muito bom e que não voltará. Ter uma história legal "pré-filho" é importante para o casal.

Passeio de gôndola em Veneza. Sonho realizado em novembro de 2013!

4. Sou jornalista há dez anos, formada também em Letras, e trabalhei bastante, encarando vários projetos e desafios profissionais. A jornada foi essencial para minha realização pessoal e autoestima. Pedi demissão para cuidar da minha filha e hoje trabalho home office, com meu blog. Foi bom costurar uma carreira ("na rua") e não ter agora a sensação de "como teria sido?". 
   
Na época em que trabalhava na Record. Não tô lembrada do ano!

5. Me joguei nos meus hobbies prediletos, como dançar. Faço isso desde os cinco anos de idade! Minha última apresentação ocorreu poucos meses antes da gravidez. Representou uma despedida temporária de uma grande paixão em minha vida - já voltei a dançar! - e me agarrei àquela oportunidade com muito amor. Sensação de fechamento de um ciclo.

Apresentação no Teatro Castro Alves. Ensaiei muitas coreografias e foi um momento inesquecível, no final de 2013.

6. Checamos nossa fertilidade; avaliei melhor o meu estado de saúde e se a gravidez poderia ser de risco; tomei suplementos indicados para o desenvolvimento saudável do feto; cortei com antecedência hábitos ruins, como uma alimentação inadequada. Só dei uma liberada geral pro chocolate.

7. Preparamos o quarto e o enxoval do bebê passo a passo, curtimos o momento, e sem impactar o bolso de repente, no susto. Achei tão gostoso ir arrumando o cantinho da minha filha, pensando em cada detalhe... Adorava ficar na porta do quarto imaginando como seria quando ela estivesse ali.

8. Quando a gravidez é planejada a gente se sente mais segura, mais preparada, e vai buscando informações com antecedência. Além disso, o papai também vai digerindo o novo "contexto" com tranquilidade.  

Hoje nossa vida é ainda mais bonita, com emoções surpreendentes! Foto: Renê Sampaio

Olha, comigo foi assim, tudo planejadinho, e foi maravilhoso. Aconselho, mas digo: filho é benção! E se não vier planejado, vai gerar amor do mesmo jeito! A gente nem lembra direito como era a rotina da casa e do casal antes de a criança chegar!


Leia também:









Instagram: @blog.essamae

You Might Also Like

0 comentários

Que bom ter a sua participação! Volte sempre!

Like us on Facebook