dia a dia

Diário do Bebê – no auge da sapequice!

10:52

Mamãe diz que, aos dez meses, cheguei ao auge da sapequice e da esperteza! Quero ficar em pé todo o tempo sem segurar em nada; faço muita festa nos restaurantes (as pessoas olham pra mim e riem); danço toda eufórica e sacudindo os bracinhos; falo muito mais do que antes; estou tentando cantar uma musiquinha que é cheia de sílabas repetidas; outro dia ri muito porque consegui puxar a tiara da minha cabeça; e mamãe e papai desconfiam que estou me reconhecendo nas fotos. Os dois também se impressionam porque me arrepio quando começa a tocar uma cançãozinha para crianças que fala de Deus. Me emociono muito, como uma mocinha! 

Foto: Daniel Queiroz (o papai)

Amo brincar no parquinho do prédio. Todo dia mamãe desce comigo, para eu treinar os passinhos e ter vitamina D. O meu brinquedo preferido é o balancinho. Mamãe empurra de leve e na volta eu encosto o meu narizinho no dela - gosto muito desse denguinho. Depois ando por lá, me apoiando naquelas casinhas coloridas, e me balanço no cavalinho. 

Outra brincadeira que gosto é o banho de piscininha na varanda. Mamãe coloca um monte de brinquedinhos e fica ao meu lado um tempão. Até choro quando ela me tira de lá. Gosto também de estourar bolinhas de sabão, de passear em lugares abertos (amei Praia do Forte!), e de dançar valsa com a mamãe! É! Ela segura uma das minhas mãos, cantarola a musiquinha e embala comigo pra lá e pra cá. Dou o maior sorriso! Ah! E um sorriso cheio de dentinhos! Tenho cinco de fora e mais dois apontando pra sair!

Adoro também receber massagem. A que mais gosto é nas perninhas. Sou dengosa, papai e mamãe fazem muito carinho em mim, já estou bem acostumada com isso, fico encostadinha neles mesmo sem estar com sono. Ah! Não posso esquecer do carinho na rede! Mamãe fica comigo lá, de levinho, fazendo carinho nos meus dedinhos. Fico com os bracinhos pra cima, esperando ela deslizar as mãos dela nas minhas.

O que eu não gosto é dos cabelos das bonecas. Tento até pegar neles, mas faço cara de nojo e afasto de mim com o pé. Também tive nojo quando pisei na areia da praia pela primeira vez, quando peguei a bananinha com as minhas mãozinhas (amo banana, mas fiz careta e joguei no chão), e no início não curti a grama do parquinho. A mamãe me ensina a perder os nojos rapidinho. Em segundos acabo fazendo tudo numa boa. Vou muito pelo exemplo! Se vejo a mamãe fazer, faço também! Só não teve jeito, de verdade, com os cabelos das bonecas.


*Texto inspirado em minha filha


Leia também:








You Might Also Like

2 comentários

Que bom ter a sua participação! Volte sempre!

Like us on Facebook