Pular para o conteúdo principal

Fisioterapeuta fala sobre atividade física e bem-estar na gravidez

Eu fui uma grávida super ativa, trabalhei bastante, viajei algumas vezes, e fiz hidroginástica até pertinho de ter neném, mas conheço muitas barrigudinhas que não quiseram saber de praticar exercícios físicos. Muitas por falta de hábito, algumas por preguiça, e outras por receio. Pensando em incentivar as gravidinhas a entrarem no ritmo, o Blog Essa Mãe entrevistou Larissa Aguiar, fisioterapeuta e educadora perinatal, além de sócia-diretora do Espaço Maternare. Confira as dicas e saiba quais são as atividades recomendadas para o período gestacional. 

Blog Essa Mãe - As mulheres que não fazem atividade física durante a gravidez normalmente usam que tipo de argumento? Medo? Indisposição?
Larissa - As futuras mamães costumam se sentir bastante preguiçosas nesse período, e precisam de muito estímulo para se sentirem motivadas para uma atividade física. Há também aquelas que têm dificuldade para conciliar os horários da rotina diária, especialmente as que trabalham, com os horários das atividades específicas para gestantes.

Blog Essa Mãe Como os exercícios podem proporcionar bem-estar durante a gravidez?
Larissa - A prática de atividade física ajuda a controlar o ganho de peso, diminui a incidência de estresse e depressão, diminui a ansiedade, os desconfortos, e exerce influência sobre os aspectos emocionais, contribuindo para que a gestante esteja autoconfiante e mais satisfeita com a sua aparência. Com a autoestima elevada e o prazer na prática dos exercícios, ela se mantém mais saudável, mais feliz. 


Larissa Aguiar. Foto: Andresa da Sá

Blog Essa Mãe Quais os exercícios mais indicados para as grávidas?
Larissa - Gosto muito de indicar o pilates, porque é um método bastante completo e não provoca impacto quando executado. A gestante pode fazer também caminhada e hidroginástica. O importante é que a atividade escolhida seja totalmente adaptada para esse momento e acompanhada por profissionais especializados no atendimento a gestantes.

Blog Essa Mãe A partir de que mês da gestação a mulher pode fazer pilates e quais os benefícios dessa atividade? Ajuda a aliviar as temidas dores na lombar?
Larissa - Os obstetras costumam liberar as gestantes para a atividade física após a 12ª semana, mas no caso das mamães que já eram ativas antes da gravidez, há médicos que autorizam a continuidade, sem necessidade de intervalo, mas devendo haver a adaptação e cuidados especiais para esse novo momento, porque é nessa fase inicial que existe maior risco. O método pilates é uma ótima escolha, os exercícios são seguros e de baixo impacto, focados na estabilidade postural e do assoalho pélvico e no fortalecimento dos músculos. Trabalha o corpo e a mente, gera bem-estar emocional, com uma respiração mais eficiente. Fortalece a musculatura, prepara o corpo para o parto, evita o ganho de peso, ajuda a afastar a possibilidade de diabetes gestacional, varizes, hemorroidas e dores lombares. Reduz a incidência de sintomas desagradáveis como câimbras, edema, fadiga, e tem efeito calmante. A atividade física bem orientada alivia os desconfortos nas áreas mais exigidas durante a gravidez. 

Blog Essa Mãe Quais as opções para aquelas que querem manter o corpo em forma, mas não querem fazer atividade física?
LarissaO ideal é que ela faça, porque a atividade física não serve apenas para manter a forma, mas para preparar todo o corpo para a evolução da gravidez, já que a barriga irá crescer, pesar e forçar a coluna, e também para o momento do parto. Aquelas que não conseguirem de jeito algum fazer uma atividade física, devem, pelo menos, buscar um acompanhamento nutricional para o controle do peso.

Blog Essa Mãe - No caso da gestante que apresenta inchaço, especialmente nos membros inferiores, o que é recomendável? 
Larissa - As gestantes normalmente começam a apresentar inchaços no último semestre da gestação. Nesses casos, recomendo a combinação de drenagem linfática com exercícios físicos, para melhorar a circulação sanguínea, o que reduz o edema e os desconfortos.

Blog Essa Mãe Em quais casos a atividade física não é recomendada para gestantes?
Larissa - A contraindicação normalmente é para as gestantes que têm doenças cardíacas, anemia, incompetência istmo-cervical, bronquite, diabetes não controlada, hipertensão arterial crônica, obesidade extrema e placenta prévia. 

Blog Essa Mãe Como se dá a preparação perineal para o parto? Quais os benefícios?
Larissa - O preparo do períneo para o parto normal é feito através da massagem perineal, que promove o relaxamento e alongamento muscular dessa região, e de exercícios para fortalecimento dessa musculatura. A massagem é ensinada para o companheiro fazer na mulher, ou ela mesma pode fazer sozinha diariamente. Essa preparação aumenta a elasticidade do períneo, ajuda a evitar e/ou minimizar traumas durante o parto, além de diminuir a possibilidade de episiotomia (incisão na região do períneo para ampliar o canal de parto e prevenir o rasgamento irregular durante a passagem do bebê. É geralmente realizada com anestesia local).

Blog Essa Mãe - Quais benefícios os exercícios Kegel (contração e relaxamento da musculatura pélvica repetidamente) oferecem? Existe contraindicação? 
Larissa - Não havendo risco gestacional, os exercícios Kegel são sempre bem-vindos. Eles fortalecem os músculos do assoalho pélvico, que fica fortalecido para suportar o peso extra da gravidez. Além disso, aumenta a circulação, previne a incontinência urinária e prolapso,  e auxilia a recuperação do períneo após o parto normal.  

Blog Essa Mãe Quanto tempo após o parto a mulher pode voltar à prática normal de atividade física?
Larissa - A mulher pode retomar suas aulas em 30 dias, de forma leve a moderada, com restrição para os exercícios abdominais, liberados a partir de 60 dias após o parto. Alguns médicos têm opiniões diferentes com relação ao retorno às atividades físicas, por isso é importante que a mamãe siga as orientações do profissional que a acompanha.


Leia também:







Instagram: @blog.essamae 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dezesseis dicas para ajudar o bebê a dormir melhor

Uma das coisas que deixam qualquer mãe muito cansada (e até estressada) é o sono intranquilo ou irregular do bebê. Na verdade, é impossível criar uma receita infalível e adaptável a todos os casos, pensando em fazer a criança dormir melhor. Os bebezinhos, como nós, são pessoas (!), com suas dificuldades, manias, vontades e particularidades. Para tentar ajudar quem está passando por essa fase de noites mal dormidas, vou listar alguns truques simples, todos testados com minha filha e com bons resultados. Anote aí!

1. No início, o bebê tende a trocar o dia pela noite. Assim, desde que ele nasce, é bom ensinar o que é dia e o que é noite. Durante o dia ele deve cochilar com a luz natural e acostumado com todos os sons da rotina da casa. Já à noite, defina um horário, escureça o quarto (pode ser parcialmente, se preferir) e diminua o volume. Fiz isso com minha filha, definindo o game over às 20h. Coincidentemente ou não, é o horário que ela dorme diariamente até hoje (ela tem 10 meses).
2. O…

Campanha Lave as Mãos para Pegar no Bebê!

Atenção, mamãe! Não ligue se a sua visita (gente da família ou não) torcer o nariz por "precisar" lavar as mãos para pegar no seu bebê. Percebi que, especialmente, as pessoas mais velhas apresentam maior resistência a esse tipo de pedido, acham frescura. Passar álcool em gel depois da lavagem das mãos? Colocar uma fraldinha em cima da roupa para carregar o bebê? Piorou ainda... E qual o seu papel nessa hora? Ser firme e zelar pela saúde do seu filho! 
Você sabia que existe o Dia Mundial da Higienização das Mãos? Pois é! Todo 05 de maio as campanhas se intensificam, lembrando que o simples ato de lavar as mãos previne doenças como infecção nos olhos, infecção estomacal e respiratória, gripes, resfriados, diarreia, doenças de pele, dor de garganta, infecção no ouvido e erupções na pele. Segundo a UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) - instituição da ONU (Organização das Nações Unidas) - e a OMS (Organização Mundial da Saúde), é possível reduzir em até 40% a incidênc…

Fotos do seu filho que você não deve postar nas redes sociais

Está rolando nesta semana uma brincadeira nas redes sociais chamada "Desafio da Maternidade". Trata-se de uma corrente em que as mães marcam outras dez grandes mães, assim por elas consideradas, em suas linhas do tempo do Facebook para que cada uma poste três fotos de momentos que foram marcantes para elas no quesito "ser mãe". O assunto gerou um pouco de polêmica e até há uma suspeita de que a tal corrente tenha sido criada por um grupo de pedófilos para a "coleção" de novas fotos de crianças e divulgação dessas imagens em sites "indevidos". Boato ou não, a questão é que cada mãe toma sua própria decisão sobre postar ou não as fotos dos seus filhos nas redes sociais. Bem, a ideia deste texto é apenas orientar as mamães sobre que tipos de fotos dos pequenos nunca postar. 


1. Não poste fotos do seu filho nu - Não interessa se na imagem ele está tomando banho, trocando a fraldinha, ou experimentando uma roupa nova. Os pedófilos gostam de procurar f…