ser mãe

Terapia do Ser Mãe

16:05

Na semana passada, minha irmã mais nova mandou para mim um livreto, no mínimo, curioso, publicado em 1998. Ainda não consegui imaginar onde e de que forma ela o adquiriu. É uma espécie de livro de bolso de autoajuda para mamães. Achei engraçado e comecei a ler. O nome da publicação, de autoria de Molly Wigand, é "Terapia do Ser Mãe" e traz conselhos para tornar mais leve o dia a dia materno, sempre tão cheio de tarefas. De maneira resumida, listei alguns tópicos que achei interessantes ou que precisam ser lembrados de vez em quando para animar a nossa missão.  


Foto: Daniel Vaz 

1. Seja paciente consigo, enquanto se torna a melhor mãe possível. A capacidade de criar filhos se aprende com cada experiência.

2. Confie no seu instinto para atender as necessidades dos seus filhos.

3. Não se compare a outras mães. Deus te deu a sua família por um motivo especial. Você tem tudo de que precisa para ser uma mãe amável e zelosa.

4. Ria com seus filhos. O bom humor em casa é importante.

5. Dê e receba muito carinho. Procure formas novas e simples de mostrar amor, acolhida e estímulo.

6. Escute as opiniões dos seus filhos com receptividade e respeito. É importante para a crescente independência deles.

7. Com a autonomia deles, sossegue sua necessidade de controlar cada ação e cada resultado. 

8. Mães e filhos são imperfeitos. Aceite os inevitáveis erros deles e os seus na jornada de aprendizado e crescimento de ambos. 

9. Reserve um tempo particular para cada integrante da família. Ao nos conhecermos como pessoas, fica mais fácil estimar a apoiar um ao outro. 

10. Busque viver o melhor de cada fase dos seus filhos. Eles crescem rápido e logo virá a saudade dos momentos que você está vivendo hoje. 

11. Quando as pressões aumentarem e as exigências da rotina com as crianças te irritarem, peça ajuda a Deus para controlar o seu comportamento e insatisfação. 

12. Para que a educação flua bem, seja parceira dos professores dos seus filhos, combinando suas intuições sobre as necessidades e qualidades das crianças com a aptidão dos profissionais. 

13. Mantenha as relações familiares abertas, com conversas e estímulo para que todos expressem suas necessidades e preocupações. Assim é mais fácil impedir que pequenos problemas tornem-se crises.

14. Expresse suas necessidades. Peça ajuda a sua família, divida tarefas, crie um ambiente agradável e confortável, em que todos trabalham juntos pelo bem comum. Reuniões de planejamento semanal também funcionam bem.

15. Reserve tempo para seu casamento. É importante que os filhos vejam entre os pais demonstrações de como amar e ser amado.

16. Busque auxílio e aconselhamentos, inclusive de mães atenciosas e mais experientes, em momentos de conflitos familiares.

17. Mime-se! Para fazer o bem você também precisa estar bem. Tome o sorvete que mais gosta, faça uma atividade física que lhe dê prazer, vá ao salão, compre uma roupa nova, capriche nos cosméticos. Valorize a sua feminilidade. 

18. Passar um tempo com outras mães vai te ajudar a ter apoio e conforto. Divirta-se com elas. Converse sobre o papel de mãe.

19. Resista ao impulso de ocupar seus dias com mais afazeres, compromissos e responsabilidades. Marque um tempo de descanso, para devaneios, leitura e para fazer aquilo de que gosta.

20. Faça da oração uma prioridade. Lembre-se: Deus tem muita experiência com crianças teimosas!

21. Não permita que a preocupação exagerada e a ansiedade roubem a alegria da maternidade. Ensine os filhos a tomar cuidado e confie na proteção divina.

22. Você pode acabar com o materialismo e simplificar a sua vida, ajudando os integrantes da família a distinguir suas vontades das suas necessidades. Ensine o valor da gratidão por tudo o que a família tem.

23. Acolha as tradições festivas que unem pais e filhos e abandone as obrigações e expectativas que transformam os momentos felizes em horas cansativas. Antes, volte-se às atividades simples que para a sua família são as mais significativas. 

24. Reserve tempo para atividades familiares em contato com a natureza. Relaxa e revigora.

25. Reservem tempo para curtir as lembranças que formaram como família. Assistindo a filmagens, olhando fotos das crianças e recordando os tempos passados, vocês alimentarão o senso de história e de pertença da família.

26. Faça planos com os filhos. Fale com eles sobre seu futuro. 

27. Aceite a maternidade como um privilégio, e sua família como um presente divino. Quando os dias parecerem rotineiros demais para suportar, recorde-se de sua vida antes das crianças. Agradeça e aprecie as surpresas que elas trazem a cada dia. As exigências da maternidade são severas, mas as recompensas são fartas.

Leia também:






Instagram: @blog.essamae 

You Might Also Like

0 comentários

Que bom ter a sua participação! Volte sempre!

Like us on Facebook