Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2016

Blog Essa Mãe realiza o 3º Encontro de Gestantes

Em maio, o Blog Essa Mãe comemora 1 ano de existência!!! como parte das ações comemorativas desse momento especial, a página destinada a mamães e gravidinhas vai realizar no dia 14 de maio (SÁBADO) o 3º encontro de gestantes. Sediado na Bios Saúde (costa azul), das 14 às 17H, o evento vai esclarecer dúvidas das mamães de primeira viagem sobre os cuidados com o bebê e a nova vida. Será uma tarde descontraída e cheia de informação, incluindo ainda um delicioso café da tarde, sorteio de brindes especiais e outros mimos. Nesta edição, o evento tem os seguintes apoiadores: Bios Saúde, Assiste Baby, Club Pinguinho e Daniel Vaz Fotografia. As inscrições são gratuitas (estacionamento também!) e devem ser feitas através do formulário disponível aqui no Blog. ATENÇÃO! AS VAGAS SÃO LIMITADAS! Vai ser muito bom estarmos juntas, gravidinhas! 


Carregando…

Dois pesos uma m(ã)edida

Estou no sétimo mês de gestação. Minha filha tem 1 ano e 4 meses e pede colo. Pesa. E o meu filho também pesa na barriga. Escolha minha, tudo planejado junto com o marido. Às vezes falta ar, cansa, é difícil. O próprio corpo limita e vou lutando contra. E, ainda assim, não me arrependo. 
Em muitos momentos é estranho estar deitada com minha filha, de chamego, e ao mesmo tempo sentir um outro bebê mexendo em meu ventre. Além disso, passei a viver cenas que via na vida de outras mães, até desconhecidas, como a de carregar um filho "sentado" em cima do outro. Achava chocante, parecia que o maiorzinho ia amassar o que estava dentro da barriga, e agora passo por isso, diariamente, e é tudo normal. A gente aprende a jogar a criança de lado, meio que nas cadeiras, e vai levando...


A ideia de ter dois filhos com idades próximas me empolga mais do que o cansaço me abate. Não quero que cresçam rápido, mas não paro de imaginar os dois brincando no parque juntos ou curtindo as viagens em …

A nova polêmica sobre o primeiro banho do bebê

Pais e profissionais da área de saúde têm discutido recentemente a prática de dar o primeiro banho no bebê assim que ele nasce. A questão é que o procedimento faz a retirada do vérnix caseoso, uma substância gordurosa esbranquiçada que recobre o corpo do bebê e que, segundo estudos atuais, quando absorvida, protege a criança de futuras doenças de pele. E qual o polêmica envolvida no assunto? Por quantas horas o recém-nascido deve ficar sem tomar banho para que a absorção do vérnix esteja garantida...

Com a nova recomendação, algumas mães têm optado por dar o primeiro banho no bebê 24 horas após o nascimento e outras, somente após o umbigo cair, o que, em muitos casos, acorre até 30 dias após o nascimento.
Bem, eu, Ingrid Dragone, mãe de segunda viagem em breve, jornalista e blogueira de maternidade, nunca conseguiria deixar um filho meu tanto tempo sem tomar banho, embora não julgue quem tenha feito essa escolha. Acho que o banho relaxa e ajuda no bem-estar do bebê, especialmente num cl…

Os benefícios da drenagem linfática na gravidez e pós-parto

Muita gente ouve falar em drenagem linfática, mas não sabe exatamente o que significa. Trata-se de uma massagem feita de maneira leve e com pressão moderada que ajuda a eliminar o excesso de líquidos e toxinas do organismo. A técnica estimula o sistema linfático e, como resultado da ativação dos gânglios e da circulação sanguínea, há a diminuição da retenção de líquidos, o combate à celulite, ao inchaço, e à gordura localizada, e até o relaxamento corporal. O procedimento é indicado, inclusive, para pós-operatório de cirurgia plástica, gestantes e período pós-parto.


Para as grávidas, segundo a fisioterapeuta Lorena Duran, atuante na área dermato-funcional e certificada internacionalmente em drenagem linfática pela Université Libre de Bruxelles, a indicação é de uma a duas sessões por semana. "Alguns efeitos já podem ser percebidos na primeira sessão, já que a massagem proporciona uma sensação muito boa de relaxamento e alívio de tensões, um momento super agradável para a mamãe e o…

Meu ensaio de gravidez com o tema bailarina

Quem me conhece sabe que amo dançar - danço desde os cinco anos - e certamente já viu algumas das várias fotos minhas em apresentações. Ao longo do tempo essa paixão foi alimentando em mim o desejo de fazer um ensaio temático. Envolvida no universo materno, desde a vida pessoal até o trabalho com blog e os projetos a ele ligados, passei a ver muitas fotos de gravidinhas bailarinas e fiquei com vontade ser clicada assim. Só que a brincadeira ficou ainda mais gostosa, porque tenho uma filhinha de um ano e quatro meses, que também foi clicada junto comigo! Realizei meu pequeno sonho ontem, no Ballet Rosana Abubakir, escola que amo e através da qual estive nos palcos inúmeras vezes. Os cliques lindos foram feitos por Daniel Vaz (@daniel.vaz.fotografia), meu amor. Confira uma amostra das imagens! Foi difícil não divulgar todas!!! 























A pequena bailarina e uma tristeza

Tinha oferecido o melhor de si no palco e, pequenina, já entendia o peso da sua responsabilidade para o êxito do espetáculo da escola de ballet. Fantasias entregues, sapatilhas guardadas na mochila, cabelos armados de gel e rostinho brilhando da maquiagem. Ela havia dançado feliz e estava pronta no camarim para deixar o teatro. Tudo deveria estar bem. Deveria... Na saída, como de costume, via os pais das outras meninas elogiando as filhas e lhes entregando flores pela bela apresentação, mas seu pai não estava lá para recebê-la. A mãe e irmãs, sim. O papai, não.

Essa garotinha da história sou eu. Danço desde os cinco anos de idade e sempre tive o incentivo da minha família, mas doía não ter a presença do meu pai nos dias de festival de dança. Passava o ano inteiro fazendo aulas e aquele momento era o ápice para mim (e para todas as minhas colegas). Que meu pai dormisse o espetáculo inteiro, achando entediante ver tantas crianças ainda sem coordenação, em coreografias simples, mas queria…

Mãe fica exausta

Minha intenção nunca foi romantizar a maternidade. Ser mãe exige sacrifício, mas, de fato, também nos faz viver momentos de emoção indescritíveis. Há dias em que meu marido chega do trabalho e, confesso, fico aliviada porque ele vai pegar nossa filha no colo e eu poderei, enfim, tomar a chuveirada da noite e comer alguma coisa antes de finalizar o meu roteirinho com ela. Nessa hora, se for possível, delego o banho da pequena e até a ceia dela, e depois disso não vejo a hora de ela deitar comigo, de dengo (ela fica olhando pra mim e fazendo carinho no meu rosto), e dormir agarradinha, para que eu a coloque no berço. 



Posso até dizer que a maternidade às vezes representa solidão. Um laço que amarra forte e não te deixa fugir - mesmo que de vez em quando você sinta vontade. De repente você poderá estar um pouco mais isolada, mais focada, mais cansada e, portanto, mais sozinha. A maternidade pode significar ainda ser mais a mãe de alguém do que ser a gente mesma. A identidade não se perde,…

A primeira roda de bate-papo Mamãe Total foi um sucesso!

Amo falar sobre maternidade/maternagem. E não foi diferente no sábado em que o Blog Essa Mãe realizou a primeira edição da roda de bate-papo Mamãe Total, projeto que tem apoio da Maternare. Na tarde do último dia 19 de março, recebemos gravidinhas e suas famílias, na sede da academia Topfitness (Shopping Paseo), com muito carinho e num clima descontraído, objetivando preparar as futuras mamães para um momento muito especial em suas vidas: a chegada do primeiro filho.






Após as boas-vindas e agradecimento pela presença de todos, eu dei início ao encontro falando sobre "A Loucura do Primeiro Mês". O tema incluiu dicas práticas de bem-estar, cuidados com o bebê, e alinhamento da rotina pós-parto. 













Em seguida, oferecemos um delicioso café da tarde, incluindo bolos saudáveis da Dona Chica, brigadeiros gourmet da Brigarol, e pães de mel da Helôcakes.